10 Conselhos para o Naturista Iniciante - Artigos II - Associação Pensamentos ao Vento

Ir para o conteúdo
10 Conselhos para o naturista iniciante
1 - Onde e com quem?
Reflita e faça a sua escolha, porque antes de partir para a sua primeira experiência naturista, existem algumas escolhas que deverá fazer. Com quem ir? Onde ir? Que tipo de instituição? Estas escolhas só a si dizem respeito, mas convém pensar nas coisas óbvias. Se não está à vontade com a nudez, mas pretende mesmo começar, talvez prefira ir a uma praia ou piscina naturista em vez de fazer uma reserva para uma estadia de vários dias num empreendimento. Isto evitará que, durante alguns dias, fique preso a uma experiência que poderá não ser do seu agrado. Recorde-se que também será mais fácil despir-se na presença da/o sua/seu companheira/o do que na frente dos seus amigos, mesmo que eles também se estejam a iniciar. Por fim, se está pronta/o para a sua primeira estadia, saiba que em todos os empreendimentos naturistas há algo comum: o respeito é essencial e obrigatório.
2 - Com ou sem crianças?
Na continuidade do primeiro ponto, levantamos uma questão muito importante. Com ou sem os filhos? Pais felizes que são, não podem deixar de pensar “Que pensam eles quando me veem sem roupas?”; “Perco a minha autoridade se estiver sem roupas?”; “Será normal para uma criança crescer num ambiente naturista?”. Sobre este último ponto, existe uma certeza: o naturismo não fará dos seus filhos pessoas desequilibradas, muito pelo contrário. Se são jovens, mergulhá-los nesse universo permitir-lhes-á crescer num universo saudável onde a nudez e as particularidades do corpo humano não são tabu, nem estão exclusivamente associadas à sexualidade. Se forem um pouco mais velhos, na adolescência, fale com eles antes fazer qualquer reserva no empreendimento escolhido. Informe-os, sem hesitar em abordar os assuntos mais delicados, mas sobretudo, explique o que a/o seduz na prática do naturismo, de forma simples e acessível. Será a melhor forma de permanecer no seu papel de mãe ou pai ao transmitir a sua mensagem. Lembre-se que também pode guardar a sua experiência naturista apenas para o seu/sua cônjuge. Apenas a sua consciência o obriga a partilhar a sua experiência naturista com os seus filhos, ou não.
3 - Respeite escrupulosamente as regras em vigor no empreendimento ou local que vai frequentar.
Se algumas regras são evidentes (respeito pelo meio ambiente e limpeza do local), outros estarão implícitos. Quando se diz que deve ser tolerante para com os outros frequentadores, isto passa também pela linguagem corporal. Certifique-se que o seu olhar não fica preso numa cicatriz, numa “imperfeição” de alguma parte do corpo, ou em qualquer diferença que outro naturista possa ter. Não hesite em consultar os Códigos de Conduta do Naturismo que resumem as boas práticas a observar e que podem ser adotadas igualmente por todos os praticantes.
4 - Higiene e conforto
Higiene e conforto andam de mãos dadas num espaço naturista. Quando se quiser esticar numa espreguiçadeira da piscina ou levantar ferro no ginásio, leve sempre uma toalha para uma questão de higiene e também de conforto. Se pretender fazer uma caminhada, talvez seja melhor levar algo calçado. Da mesma forma que se quiser explorar as redondezas de bicicleta não o deverá fazer sem os calções almofadados. Uma vida sem roupas não implica banir as mais elementares regras de higiene e conforto.
5 - Evite o naturismo em locais “não regulados”
Enquanto naturista iniciante pode pensar que será preferível afastar-se para locais pouco frequentados ou não dedicados ao naturismo para escapar aos olhares de outros. Em Portugal, apesar de a nudez não ser criminalizada, poderá ser interpelada/o pelas autoridades ou acabar detida/o por estar numa zona não regulamentada para a prática naturista. As leis em outros países serão diferentes, mais ou menos permissivas, e por isso mesmo deverá sempre se informar antes de tirar a roupa em qualquer local. De qualquer forma, é sempre preferível estar inserida/o num grupo ou na companhia de outra pessoa do que sozinho, sempre evitará confusões sobre as suas intenções no caso de se deparar com alguém.
6 - Aceite o seu corpo
Não receie mostrar o seu corpo. Se se sentir desconfortável ou com medo de alguma reação visível (especialmente para os homens), pense que todos os outros estão a passear ou só de passagem. Além disso, o mais provável é que essas mesmas pessoas não sejam iniciantes no naturismo e pelos seus valores e experiências não serão críticos nem se sentirão ofendidos por manifestações físicas descontroladas e visivelmente envergonhadas. Impera o respeito, nunca se esqueça. Também é comum dizer-se que não se deve espiar o vizinho, logo o vizinho também não a/o vai espiar. Viva a sua vida de naturista tranquilamente, sem se preocupar com os outros, inicialmente. Isso vai ajudar a se adaptar e a “dominar” a sua nudez.
7 - Prepare as suas malas como se de uma estadia normal se tratasse
Mesmo que possa parecer estranho, não podemos deixar de fazer uma pergunta: o que colocar na mala para uma estadia num local naturista? De facto, a nudez é muitas vezes obrigatória nos empreendimentos naturistas, apesar de o Naturismo não ser uma seita onde a nudez é a condição para entrar. Se quiser praticar alguma atividade desportiva disponível no local para onde vai, talvez seja bom usar algum equipamento de modo a tornar a prática mais confortável. Pense também no clima; em caso de chuva, frio ou vento, não esqueça o casaco, calças ou uma camisola mais quente. À noite, a questão da nudez obrigatória acaba por cair. Se a temperatura cair, convém andar vestida/o. Então, leve as suas roupas mais adequadas (mais quentes…).
8. Predisponha-se de acordo com o seu conforto pessoal
Se não está muito confortável com o seu corpo, mas se quer viver uma experiência naturista para se reconciliar com ele, então tem um espírito naturista. Longe de convenções e julgamentos ocos, vai se senti à vontade. No entanto, certifique-se de que tem todo o conforto que precisa para uma boa primeira experiência naturista. Depilação corporal completa ou não, só depende de si. Faça aquilo que sente, faça-o de acordo com as suas convicções, não force nada. Ninguém julgará a quantidade de pelo que tem no corpo. Nunca é demais lembrar, não é para isso que os outros naturistas lá estão. Os períodos menstruais das mulheres não são um obstáculo para uma experiência naturista. Pode usar tampões para continuar a sua experiência; pode usar roupas nessa altura, Mas pense em combater uma batalha de cada vez. Se não se sentir confortável vestida junto de outras pessoas despidas, pode evitar a inconveniência de um período de menstruação escolhendo outras datas para a sua estadia.
9. Cuidado com o sol
Muitos veem o naturismo como a solução para um bronzeado perfeito e integral. É verdade, mas tenha atenção. Na sua primeira experiência naturista, algumas áreas do seu corpo nunca (ou raramente) foram expostas ao sol. Essas áreas serão as mais sensíveis. E serão alvo de queimaduras violentas se não as proteger. Portanto, não economize em protetor solar nos primeiros dias de exposição. Nádegas, peito, púbis serão as áreas a não negligenciar, além do resto do corpo, evidentemente. Os fatores de proteção solar mais altos maximizarão a proteção, especialmente se tiver uma pele clara por natureza. Se planeia uma estadia naturista por um longo período, aumente a ingestão de vitaminas de modo a permitir que a sua pele se proteja naturalmente de uma exposição ao sol.
10. Coloque-se na pele de um naturista pouco a pouco
Se só de pensar na sua primeira experiência naturista, numa praia ou num empreendimento naturista, lhe der suores frios, relaxe. Comece por se despir em casa, na sua casa de banho, claro, mas também no resto da sua casa. Passeie, veja televisão, limpe, cozinhe... Todos nus. Rapidamente se vai familiarizar com a ideia de viver "normalmente" enquanto estiver nu. Uma vez que essas sensações sejam apreendidas, a ideia de se mover despida/o em público já não parecerá intransponível.

Traduzido e adaptado por José Luís Vieira a partir de http://www.naturisme.fr/10-conseils-naturiste-debutant
em 26/12/2018
anterior subir
Voltar para o conteúdo