As 5 mais importantes regras de etiqueta do Naturismo - Artigos II - Associação Pensamentos ao Vento

Ir para o conteúdo
As 5 mais importantes regras de etiqueta do Naturismo
Praias, parques de campismo e resorts naturistas são, como já se sabe, zonas sem roupa. Mas o facto de nos estarmos a livrar da roupa não quer dizer que nos possamos estar a livrar das boas maneiras. De facto, as boas maneiras são uma obrigação na sociedade naturista.
A maioria dos resorts naturistas possuem as suas próprias regras e regulamentos e é provável que lhe entreguem a lista das permissões e proibições. Mas há algumas coisas comuns que devem ser sempre tidas em conta.

1- Tenha uma toalha sempre à mão
Ter a liberdade de estar sem roupas em frente a pessoas completamente estranhas é uma das melhores sensações que se pode ter, pelo menos para a autora. Os resorts naturistas são o melhor local para isso. Mas, o facto de, aí ou numa praia naturista, estarem pessoas totalmente despidas não quer dizer que estas não se preocupem com a higiene. Preocupam. E muito! Então, quando se passeia, nada, ou o que quer que se possa fazer sem qualquer peça de vestuário, não precisamos de usar uma toalha para nos cobrir. Mas quando queremos nos sentar ou deitar em qualquer área comum, sempre, mas sempre mesmo, devemos usar uma toalha. Porque ninguém se vai querer sentar onde o seu rabo nu esteve, independentemente do quão bonito possa pensar que é o seu rabo.

2- Não tire fotografias de pessoas que não lhe deram permissão
Se for um viajante, provavelmente vai andar sempre a olhar pelas lentes da sua câmara, ou pelo menos do telefone. Imagine esta situação: está na mais bela praia e está a começar o mais bonito pôr-do-sol que alguma vez viu. Quer colher imagens deste magnífico momento. Uma série de fotos, de diferentes ângulos. Mas tem um problema, há outras pessoas. E elas não têm roupa vestida.
Então, a primeira coisa a ter em consideração é: não pode nunca captar imagens de uma pessoa nua da qual não tem permissão. Esperemos que isto seja bem claro. E o facto de essa pessoa estar na praia naturista não muda isso. O que fazer? Apenas vá até essas pessoas e diga que quer tirar fotografias e pergunte se não há problema. O mais provável é que eles se afastem para que possa captar o momento.
Mas existe outra situação possível: quer tirar fotografias de uma praia naturista com pessoas despidas. A solução é a mesma: aproxime-se das pessoas, diga-lhes que quer tirar fotografias, explique onde as vai usar (nem toda a gente que está numa praia naturista quer o seu corpo nu a viajar pela Internet!) e pergunte se não há problema por elas aparecerem nas fotos. Uns dirão sim, outros dirão não, da mesma forma como aconteceria no mundo não-naturista.

3- Não se esqueça que está nu
Como mulher, isto é algo que a autora do texto pensa que é mais importante referir às outras mulheres do que aos homens. Ela é a primeira a não ficar nervosa, e especialmente quando está despida. Despida sente-se livre e relaxada. Mas isso não quer dizer que não seja necessário pensar em algumas pequenas coisas., como a forma como coloca as pernas quando se senta ou se deita. E as outras mulheres devem ter isso presente, ou pelo menos deviam. Porque, acreditem, ninguém quer ver como são por dentro, não são os seus ginecologistas.
Claro que por vezes vai mostrar mais do que aquilo que pretende, mas isso é normal. Se deixar cair algo e se dobrar para apanhar, ou ao mudar de posição quando sentada, ou apenas se esquece e abre as pernas mais do que seria recomendado… mas isso é normal e acontece a qualquer uma. Lembre-se apenas de manter presente que está despida e mesmo quando passar por uma dessas situações ela vai durar apenas um segundo antes de se dar conta e corrigir. E ninguém terá problemas com isso.

4- Não olhe fixamente
Está despida. E toda a gente está despida. E todos temos as mesmas partes do corpo. Não seja o parvo que olha especado. Não vai querer ser esta personagem na praia naturista. As pessoas vão reparar porque… enfim… você não é invisível e pode vir a ter problemas. Isto não quer dizer que não possa olhar para as outras pessoas, ou que deve estar sempre de olhos fechados. O comportamento normal é olhar, falar, sorrir. Mas se só quer ver pessoas despidas, nem tente ir, fique em casa, a Internet tem tudo. Em todos os anos que a autora passou os seus verões em resorts e praias naturistas, nem uma única vez conheceu aquela pessoa sinistra que observa. Nunca. Nem mesmo da primeira vez que se despiu em público e pensou que toda a gente ia observá-la. Ninguém o fez.

5- Sinta-se confortável e faça os outros sentir o mesmo
Esta é a regra de ouro. E explica tudo. Comporte-se como gostaria que os outros se comportassem, seja educado, aceite outros. Sinta-se livre e deixe os outros também se sentirem livres. A única forma de se sentir livre é quando está confortável consigo próprio, com o seu corpo, com as pessoas e com a natureza que o rodeia.

Estas 5 simples regras fá-lo-ão sentir-se muito melhor quando está sem roupas e, ao mesmo tempo, fará com que os outros se sintam melhor quando estão perto de si. Aprecie o seu tempo sem roupa. Dispa-se, seja livre, seja feliz.

Se pretender consultar os nossos conselhos de código de conduta do naturista, visite a página https://www.pensamentos-ao-vento.pt/naturismo/etica-naturista.php

Traduzido e adaptado por José Luís Vieira a partir de http://naturismgirl.com/5-most-important-naturist-etiquete/
em 22/05/2018
anterior subir next
Voltar para o conteúdo