3 Benefícios de ficar despido em público - Artigos II - Associação Pensamentos ao Vento

Ir para o conteúdo
3 Benefícios de ficar despido em público
Tirar a roupa incrementa a felicidade e a imagem corporal

Praias naturistas, cruzeiros e passeios de bicicleta estão entre algumas das situações onde podemos despojar-nos de roupas. Tirar as roupas em público e por tudo ao léu pode ser embaraçoso para a maioria, mas a ciência sugere que a nudez pública pode beneficiar o nosso bem-estar geral. Um estudo publicado no Journal of Happiness Studies (Jornal de Estudos sobre a Felicidade) concluiu que despojar-se de vestuário incrementa a nossa imagem corporal, a autoestima e a satisfação com a vida.
"Verificou-se que uma maior participação em atividades naturistas previa maior satisfação com a vida - um relacionamento que foi mediado por uma imagem corporal mais positiva e uma maior autoestima", escreveram os pesquisadores no resumo.
Durante as atividades naturistas, as pessoas estão despidas na companhia de pessoas que não lhes são íntimas e que normalmente não possuem corpos "perfeitos". Acredita-se que essas atividades podem reduzir a insatisfação com o próprio corpo ao ver outros corpos "normais" e até levar a um feedback positivo ou neutro sobre o próprio corpo.

Pesquisadores da Goldsmiths, Universidade de Londres, pensaram em investigar e aplicar os potenciais benefícios de estar despido em público, ao verificarem de que forma isso influenciou a imagem do corpo, a autoestima e a satisfação da vida numa série de três estudos.
No primeiro estudo, os pesquisadores entrevistaram 849 pessoas de várias idades, etnias e religiões, e descobriram que aqueles que passaram o tempo despidos ou parcialmente despidos junto de outros, em atividades como apanhar sol ou participar em eventos de ciclismo sem roupas, evidenciaram gostar mais do seu próprio corpo, apresentaram uma maior autoestima e maior satisfação com a sua vida no geral. Quanto mais atividades naturistas e quanto maior a frequência dessas atividades, mais felizes estavam.
Os investigadores realizaram mais duas experiências, mas desta vez analisaram as pessoas antes e depois de participarem num evento nudista. De igual modo, os participantes relataram melhorias nas mesmas medidas de bem-estar após o evento.

Por todo o mundo, as atitudes em relação à nudez pública parecem estar a melhorar. Por exemplo, a crescente popularidade da World Naked Bike Ride, um evento que pretende aumentar a conscientização sobre a vulnerabilidade dos ciclistas, junta centenas ou milhares de pessoas para se passearem sem roupa através de várias cidades pelo mundo. Outros eventos, como a viagem de metro anual No Pants (sem calças) da cidade de Nova York, que encoraja os passageiros a usar as suas roupas de inverno, menos as calças, para simplesmente confundir os transeuntes. A brincadeira começou com apenas 150 participantes, e agora é uma sensação internacional com mais de 25 países envolvidos.
Indiretamente, estes eventos promovem a imagem positiva do corpo, fazendo com que as pessoas se dispam até à roupa interior, ou mais, e desfilem em público.

Pesquisas anteriores sugerem que a exposição a corpos "imperfeitos", também conhecidos como pessoas normais, deve combater os efeitos negativos das imagens idealizadas. A teoria diz que o naturismo deve ser bom para a imagem do nosso corpo e para a autoestima. No entanto, o Dr. Keon West, professor do Departamento de Psicologia, da Goldsmiths, Universidade de Londres, salienta que não há muita informação para suportar a afirmação.
"Os naturistas já o afirmam há algum tempo. No entanto, apesar de muitas afirmações positivas, pouca ou nenhuma pesquisa empírica investigou se a atividade naturista (ao invés de atitude ou crenças) realmente nos torna mais felizes ou, o mais importante, porque faz nos mais felizes", afirma em comunicado.
Tal não deve prejudicar a conclusão de que o naturismo tem benefícios psicológicos. As conclusões indicam que o naturismo tem efeitos positivos, não negativos. Pode até servir como uma solução de baixo custo, amplamente disponível, para o problema da insatisfação corporal.

Ainda não está convencido a se despir?

Vários estudos descobriram que estar despido pode ter benefícios quando se trata de nossa saúde, incluindo melhor sono, vitamina D e um cérebro mais saudável.

Melhor sono
A National Sleep Foundation (Fundação Nacional para o Sono) aconselha que, para ter um tempo de sono adequado e dormir confortavelmente, o espaço onde dormimos deve ter uma temperatura ideal de cerca de 18 graus Celsius. Dormir despido poderia ajudar a reduzir a temperatura corporal, o que, por sua vez, poderia levar a outros benefícios, como incrementar o nosso metabolismo. Um estudo de 2014 no jornal Diabetes concluiu que dormir com temperaturas mais baixas aumenta os níveis de gordura castanha, que é conhecida por acelerar o nosso metabolismo e ajudar na perda de peso.

Níveis mais elevados de vitamina D
Andar no exterior despido, quando aceitável, pode ajudar a aumentar a sintetização de vitamina D e o nosso humor. O Conselho da vitamina D sugere que a forma mais natural de obter vitamina D será expor a nossa pele despida à luz solar (raios ultravioleta B). Só precisamos de expor a nossa pele por cerca de metade do tempo que leva a nossa pele a ficar rosa e começar a queimar. Quanto maior a quantidade de pele que expusermos, mais vitamina D é produzida. Além disso, o nosso organismo absorve melhor a vitamina D produzida com a ajuda da luz solar do que a partir de suplementos. Uma escapadela no exterior de 10 a 15 minutos serve como uma boa forma de obter vitamina D a partir da luz solar, e é um impulsionador de humor natural.

Aumenta a saúde do cérebro
Descalçar os sapatos, e não calçar, numa corrida poderá aumentar a função cerebral. Um estudo de 2016 sobre destreza percetual e motora (Perceptual and Motor Skills) concluiu que os participantes, após correrem descalços, evidenciaram melhorias na memória de trabalho ou na capacidade de recuperar ou processar informações. Correr calçado não produziu os mesmos resultados. No geral, os corredores evidenciaram um aumento de 16% no desempenho da memória de trabalho após a corrida com pés descalços.

Fonte deste artigo: West K. Naked and Unashamed: Investigations and Applications of the Effects of Naturist Activities on Body Image, Self-Esteem, and Life Satisfaction. Journal of Happiness Studies. 2017.
Traduzido e adaptado por José Luís Vieira a partir de http://www.medicaldaily.com/3-benefits-getting-naked-public-taking-your-clothes-boosts-happiness-body-409623
em 15/02/2018
anterior subir
Voltar para o conteúdo