5 mitos errados sobre o naturismo - Artigos - Associação Pensamentos ao Vento

Ir para o conteúdo
5 mitos errados sobre o naturismo
NATURISMO: 5 MITOS A COMBATER
Por Dimitri Auchère

5 mitos sobre o naturismo
Os adeptos do naturismo são cada vez mais numerosos. No entanto, esta prática sofre ainda de certos clichés que se colam à pele. Aqui ficam cinco falsas ideias que não resistem a um pouco de lucidez e bom senso.

Os clichés são difíceis de destruir. Se observarmos o naturismo mais de perto, descobrimos muitos equívocos e até receios e juízos infundados. France 4 Naturisme, líder da oferta francesa do turismo neste domínio com 8 espaços de campismo, ajudam-nos a ver com mais clareza.

1. «O naturismo é para os velhos!»
O naturismo não está reservado a uma geração envelhecida, até porque todas as idades são, evidentemente, bem-vindas. Depois de alguns anos, os adeptos do naturismo têm vindo a aumentar sobretudo do lado dos jovens e famílias com crianças (incremento de 2% ao ano). Muitos dos novos praticantes iniciam-se numa perspetiva de desenvolvimento pessoal, para se religarem à natureza e aprender a aceitar o seu corpo tal como ele é.

2. «O naturismo é porco!»
O naturismo não é “porco” e as regras de higiene são escrupulosamente respeitadas. Os naturistas são pessoas respeitosas do seu planeta e dos outros. Além disso, o naturismo é disponibilizado em estabelecimentos certificados como “Turismo de Qualidade” pelas autoridades competentes. A maioria das estruturas são também “Amigas do Ambiente”, com equipamentos modernos e uma oferta de bem-estar muito desenvolvida. Deste modo, os espaços de campismo da France 4 Naturisme possuem classificações de 3 a 5 estrelas

3. «O naturismo é só pessoas em pelo!»
A nudez é a base da vida naturista, mas não é a única característica desta prática. O naturismo é, acima de tudo, um estilo de vida, cuja característica é viver sem roupas e em harmonia com a natureza. No entanto, para além dos locais de banho onde a nudez é obrigatória, o naturismo traduz-se pela tolerância de cada um. Em particular perante as crianças e os adolescentes. Também são tomadas em consideração as razões práticas (meteorologia, restaurantes, atividades desportivas) ou médicas.

4. «O naturismo não é para as crianças!»
O naturismo não é doentio para as crianças. Pelo contrário, as crianças que crescem num ambiente naturista aprendem a manter um relacionamento saudável com o corpo e a aceitá-lo tal como ele é, sem complexos. NaFrance 4 Naturisme, são disponibilizadas atividades relacionadas com o desenvolvimento sustentável como cerâmica e jardinagem para as crianças nos clubes infantis.

5. «O naturismo é para os espreitas
O naturismo não rima com sexualidade, o naturismo nada tem mesmo que ver com a sexualidade. Os dois são completamente dissociáveis. Os naturistas não são nem espreitas, nem exibicionistas; praticam o naturismo para si e não para os outros, e não se observam. Os naturistas, com efeito, sentem-se menos observados do que os outros, para quem a aparência desempenha um papel muito importante.

Os números em ascensão
O naturismo atrai cada vez mais! Com um aumento no número de reservas de 6% e de 7% no volume de vendas, para a France 4 Naturisme, o ano de 2016 ilustra bem esta nova tendência. Depois de alguns anos, o naturismo volta ao tema do dia (um aumento de 2% de naturistas por ano). Se a curva evoluir de forma constante, é porque o naturismo tem vantagens inegáveis na sociedade atual. Após um estudo da a France 4 Naturisme, controlado pela Protourisme, 14% dos franceses estão interessados em férias naturistas e ainda não são praticantes (6,8 milhões de franceses). Liberdade, tolerância, simplicidade, respeito, natureza: valores que seduzem, um estado de espírito que se afirma!

Traduzido e adaptado por José Luís Vieira a partir de https://www.pleinevie.fr/article/naturisme-5-idees-recues-a-combattre-18484
em 01/06/2017
anterior subir proximo
Voltar para o conteúdo